quinta-feira, 31 de dezembro de 2009


"Por que no ano que vem, não iniciamos de uma vez a tão adiada construção de um mundo melhor, heim?"
Mafalda Quino (Joaquín Salvador Lavado), cartunista, ARG, 1932








segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Feliz ano-novo!


"O nosso caminho é feito pelos nossos próprios passos...
Mas a beleza da caminhada, depende dos que vão conosco.
Assim, neste NOVO ANO que se inicia
possamos caminhar mais e mais juntos...
Em busca de um mundo melhor, cheio de Paz,
Saúde, Compreensão e Muito Amor.
O ano se finda e tão logo o outro se inicia...
E neste ciclo do "ir" e "vir"
o tempo passa... e como passa!
Os anos se esvaem...
E nem sempre estamos atentos
ao que realmente importa.
Deixe a vida fluir e perceba entre tantas exigências
do cotidiano... o que é indispensável para você.
Ponha de lado o passado e até mesmo o presente.
E crie uma nova vida... um novo dia...
Um novo ano que ora se inicia.
Crie um novo quadro para você.
Crie, parte por parte... em sua mente...
Até que tenha um quadro perfeito para o futuro...
Que está logo além do presente.
E assim dê início a uma nova jornada!
Que o levará a uma nova vida, a um novo lar...
E aos novos progressos na vida.
Você logo verá esta realidade,
e assim encontrará a maior Felicidade...
e Recompensa...
Que o ANO NOVO renove nossas esperanças,
E que a estrela crística resplandeça em nossas vidas.
E o fulgor dos nossos corações unidos intensifique
a manifestação de um ANO NOVO repleto de vitórias.
E que o resplendor dessa chama
seja como a tocha que ilumina nossos caminhos
para a construção de um futuro, repleto de alegrias.
E assim tenhamos um mundo melhor.
À todos vocês amigos(as) que temos o mesmo ideal,
Amigos(as) que já fazem parte da minha vida,
desejo que as experiências próximas de um ANO NOVO
lhes sejam construtivas, saudáveis e harmoniosas.
Muita Paz em seu contínuo despertar!"
.

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Magia de Dezembro


mês atípico,quente, diferente
as lojas recrutam mais empregadosos
shoppings fervilham de gente
bolsas e sacolas cheias,incontáveis...
dezembro, mês de natal
mês de décimo terceiro
mês - despedida...mais um ano chega ao fim...
planos para o futurolistas de presenteshora de agradara quem se ama
mas...o grande aniversariante fica esquecido...
noite de natal
roupas novas
noite de abraços
votos de felicidade
............................
e lá, no presépio o menino não é lembrado
que bom seria se na hora da ceia todos unissem as mãos em ação de graças
e cada um oferecesse um presente ao Deus-menino:
"eu te ofereço mais tolerância"
"eu te ofereço mais fé"
"por ti, sempre semearei a paz,na família ou em qualquer lugar"
e assim por diante...
e por que não entre tantos gastos com presentes para quem se gosta,
comprarmos algo para alguém que não tem presente,
não tem ceia, não tem família, não tem natal?
ah! lá no presépio,o menino-Deus sorriria
e te abençoaria por dividir teu conforto com um teu semelhante...
aí, então, ELE se sentiria homenageado percebendo que,
realmente comemoraste com amor e alegria o seu aniversário!
.

Por que não é sempre Natal?



"Por que de repente é tão importante que
um só dia seja tão perfeito?
Por que é tão urgente que
os sentimentos sejam plenos, o coração transbordante
a bondade explícita, a alegria irretocável,
ao menos uma vez ao ano?
Por que desejamos o olhar mais puro,
as vozes mais lindas, a músicas mais perfeitas,
as luzes mais brilhantes,
ao menos uma vez ao ano?
Por que deixamos essa criança nascer
só uma vez ao ano
e nunca deixamos ela crescer
e ser um homem doce, milagroso e terno,
repleto de Luz, de Paz de Perfeita Harmonia,
em todos os dias do ano dentro de nós?
Por que essa criança, que renasce uma vez ao ano,
não chega a ensaiar os seus passinhos
dentro de nosso coração?
Por que não podemos vê-la, sempre,
derramar seu cristalino sorriso
limpando a nossa alma todos os dias do ano?
Por que não é sempre Natal?"
.








terça-feira, 22 de dezembro de 2009


"É preciso reviver o sonho e a certeza de que tudo vai mudar. É necessário abrir os olhos e perceber que as coisas boas estão dentro de nós, onde os sentimentos não precisam de motivos nem os desejos de razão. O importante é aproveitar o momento e aprender sua duração, pois a vida está nos olhos de quem sabe ver".
.

Seja Natal!


"O Espírito do Natal chega cedo,
vem nas notas silenciosas do tempo,
como música que se ouve só,
mas que contagia todos os presentes,
e até o mais humilde dos seres,
o prisioneiro na cela;
o doente na maca;
o solitário na clausura;
o revoltado do barraco;
o indigente das ruas;
o menino que sonha sozinho;
todos se perdem comovidos com a canção,
com esperança sonham, é tempo de renovação…
Lá está o Grande Maestro, repleto de luz,
envolto em carismas e santidade,
quer falar aos corações mais sofridos:
”Eu sou o caminho, a verdade e a vida”,
quem chega até esta porta será bem recebido,
de pão se fartará e tomará da água eterna,
sou o próprio sentimento da criança,
sou mais que uma simples esperança,
sou mais do que um dia de festa,
mais do que a fartura na mesa,
mais que os brindes exagerados,
mais que uma noite que finda…
Seja você, mais do que enfeite na árvore da sala,
seja tomado pelo espírito renovador do Cristo,
se faça presente, seja consolador,
e eu insisto:
seja o que perdoa, ama e ampara.
Movido pelo amor,
seja luz que clareia na escuridão,
ainda que vela pequena, sempre será um clarão.
Estrela pequenina que indica,
nasceu o menino em Belém,
vamos todos adorar, vem!
É Jesus que renasce em você.
É Jesus que proclama: seja feliz.
aqui e agora, todo dia e em todo lugar.
Mais do que um dia sem igual,
com Jesus, todo dia é dia de Natal.
Seja você, um feliz Natal.
Eu acredito em você."
.








sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

"Só quem ama é capaz de ouvir e entender estrelas, porque possui em si mesmo a força infinita que produz o bailado das Galáxias". Olavo Braz Martins dos Guimarães Bilac, poeta, RJ, 1865-1918

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Infinitamente mais!


"Se você acredita que pode, poderá porque
vontade gera energia e a disposição de fazer,
é o começo da obra já concluída.
A descrença e o desânimo de hoje
é o combustível que alimenta o fracasso e a derrota
em todas as épocas.
Os homens que aí estão,
de uma forma ou de outra são os mesmos
que sempre aí estiveram, e que
com todas as suas manobras jamais conseguiram
adiar por muito tempo a marcha da humanidade
rumo a uma vida melhor.
A crise que aí se encontra,
servindo como justificativa para a inércia de muitos,
de uma forma ou de outra sempre esteve presente
e nunca foi barreira para aqueles que buscam,
porque jamais faltarão caminhos
para quem se dispõe a andar.
Trabalho é o nome da magia
que remove obstáculos,
e entusiasmo a força que torna possível
todas as realizações.
O que se faz um pouco a cada dia
vale mais do que muito, feito em um dia só.
Paciência e perseverança
é o segredo de toda conquista.
Os tempos nunca parecerão difíceis
quando a gente sabe aonde quer ir
e para lá se dirige com fé, amor e audácia.
Se a inteligência e a coragem ditarem as suas ações,
se o coração guiar cada um dos seus passos,
se o Espírito a tudo presidir,
então você pode acreditar que pode
porque somente o êxito será de fato algo inevitável
em sua vida.
E você acreditando que pode,
poderemos porque, juntos, somos infinitamente mais!"
.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Com os olhos vemos o mundo, com nossas ações o mundo nos vê.
EDUARDO GIRÃO (professor)
.
Sempre deixe sua melhor marca !
.
[[ TRT Notícias ]]

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Feliz aniversário, Amigão!

"Está chegando o dia de seu aniversário.
E, nesse dia, como sempre faço,
Logo de manhã cedinho mandarei aquele beijo
e aquele abraço, como se deve fazer
com os grandes amigos,
e você é o maior e melhor de todos
(que me desculpem as demais amizades que tenho,
mas esta é sem dúvida a melhor).
Nunca falhou comigo,
e sempre terá minha amizade e carinho.
Bem, acredito que o presente que você pediu,
"Paz na Terra aos homens de boa vontade",
você recebeu,
pois não tenho nenhuma dúvida de que
as pessoas de boa vontade,
realmente, estão em Paz.
Agora os outros, que não tem boa vontade,
claro que continuam fazendo besteiras.
Fazer o que, né Amigão?
o azar é só deles.
Minha turminha e eu, temos certeza
de que estamos em Paz, e curtiremos esse seu aniversário
com todo o amor e carinho que você merece.
Estarei, possivelmente, curtindo uma bela praia,
e vou brindar seu aniversário, como de costume,
com Campari e Tonica, e darei um belo mergulho.
Não se preocupe, claro que não vou andar sobre as águas,
pois não faço concorrência com meus amigos de fé.
Agora, venho notando uma coisa interessante.
Calcule você, amigo velho,
que tenho perguntado a muitas pessoas, mas a muitas mesmo,
se pretendem cumprimentar o grande aniversariante.
Sabe que a maioria nem se toca no assunto?
Com a expressão mais bestificada possível,
ainda perguntam quem é o cara.
Ainda reforço: Não me diga que você não sabe
de quem é o aniversário.
Sabe que custa um bocado a cair a ficha...
Parece mentira, mas a maioria não se toca do que,
na verdade, representa o dia 25/12.
O Natal.
É duro de engolir, mas essa é a realidade...
sabem que é dia de comer, beber e ganhar presentes.
Isso todos entendem...
mas o verdadeiro significado... nem pensar.
Mas eu sei que você não liga para isso, né?
Já está acostumado com a ingratidão das pessoas.
Mas, fique triste não...
tem um grupinho que, neste instante,
vai se dar as mãos, mandar um enorme abraço para você,
e cantar aquele PARABÉNS A VOCÊ.
Querido Amigo, com todo o respeito,
vou lhe dar uma ordem em nome de toda a patota:
Tenha um Feliz Aniversário,
e que nos próximos 25/12, você seja melhor lembrado."
.

terça-feira, 1 de dezembro de 2009




.
Só se vê bem com os olhos do coração. O essencial é invisível aos olhos.
Antoine de Saint-Exupéry
.


domingo, 22 de novembro de 2009

A solidariedade é! por Rubem Alves


“Se te perguntarem quem era essa que às areias e aos gelos quis ensinar a primavera…”: é assim que Cecília Meireles inicia um de seus poemas. Ensinar primavera às areias e aos gelos é coisa difícil. Gelos e areias nada sabem sobre primaveras… Pois eu desejaria saber ensinar a solidariedade a quem nada sabe sobre ela. O mundo seria melhor. Mas como ensiná-la?
Será possível ensinar a beleza de uma sonata de Mozart a um surdo? E poderei ensinar a beleza das telas de Monet a um cego? De que pedagogia irei me valer? Há coisas que não podem ser ensinadas, coisas que estão além das palavras. Cientistas, filósofos e professores são aqueles que se dedicam a ensinar as coisas que podem ser ensinadas por meio das palavras. Sobre a solidariedade muitas coisas podem ser ditas. É possível desenvolver uma psicologia da solidariedade, ou uma sociologia da solidariedade, ou uma ética da solidariedade… Mas os saberes científicos e filosóficos sobre a solidariedade não ensinam a solidariedade, da mesma forma como as críticas da música e da pintura não ensinam a beleza da música e da pintura. A solidariedade, como a beleza, é inefável – está além das palavras.
Palavras que se ensinam são gaiolas para pássaros engaioláveis. Mas a solidariedade é um pássaro que não pode ser engaiolado. Não pode ser dita. A solidariedade pertence à classe de pássaros que só existem em vôo. Engaiolados, eles morrem.
Walt Whitman tinha consciência disso quando disse: “Sermões e lógicas jamais convencem. O peso da noite cala bem mais fundo em minha alma…” E Fernando Pessoa sabia que aquilo que o poeta quer comunicar não se encontra nas palavras que ele diz: ela aparece nos espaços vazios que se abrem entre elas, as palavras. Nesse espaço vazio se ouve uma música. Mas essa música – de onde vem ela se não foi o poeta que a tocou?
O que pode ser ensinado são as coisas que moram no mundo de fora: astronomia, física, química, gramática, anatomia, números, letras, palavras. Mas há coisas que não estão do lado de fora, coisas que moram dentro do corpo. Estão enterradas na carne, como se fossem sementes à espera…
Sim, sim! Imagine isto: o corpo como um grande canteiro! Nele se encontram, adormecidas, em estado de latência, as mais variadas sementes. Elas poderão acordar, como a Bela Adormecida acordou com um beijo. Mas poderão também não brotar. Tudo depende…
As sementes não brotarão se sobre elas houver uma pedra. E também pode acontecer que, depois de brotar, elas sejam arrancadas… De fato, muitas plantas precisam ser arrancadas, antes que cresçam: as pragas, tiriricas, picões… Uma dessas sementes é a “solidariedade”. A solidariedade não é uma entidade do mundo de fora, ao lado de estrelas, pedras, mercadorias, dinheiro, contratos. Se ela fosse uma entidade do mundo de fora poderia ser ensinada e produzida. A solidariedade é uma entidade do mundo interior. Solidariedade nem se ensina, nem se ordena, nem se produz. A solidariedade tem de brotar e crescer como uma semente…
Veja o ipê florido! Nasceu de uma semente. Depois de crescer não será necessária nenhuma técnica, nenhum estímulo, nenhum truque para que ele floresça. Angelus Silesius, místico antigo, tem um verso que diz: “A rosa não tem porquês. Ela floresce porque floresce”. O ipê floresce porque floresce. Seu florescer é um simples transbordar natural da sua verdade.
A solidariedade é como o ipê: nasce e floresce. Mas não em decorrência de mandamentos éticos ou religiosos. Não se pode ordenar: “Seja solidário!” A solidariedade acontece como um simples transbordamento: as fontes transbordam…
Já disse que solidariedade é um sentimento. É esse o sentimento que nos torna humanos. A solidariedade me faz sentir sentimentos que não são meus, que são de um outro. Acontece assim: eu vejo uma criança vendendo balas num semáforo. Ela me pede que eu compre um pacotinho das suas balas. Eu e a criança – dois corpos separados e distintos. Mas, ao olhar para ela, estremeço: algo em mim me faz imaginar aquilo que ela está sentindo. E então, por uma magia inexplicável, esse sentimento imaginado se aloja junto dos meus próprios sentimentos. Na verdade, desaloja meus sentimentos, pois eu vinha, no meu carro, com sentimentos leves e alegres, e agora esse novo sentimento se coloca no lugar deles. O que sinto não são meus sentimentos. Foram-se a leveza e a alegria que me faziam cantar. Agora, são os sentimentos daquele menino que estão dentro de mim. Meu corpo sofre uma transformação: ele não é mais limitado pela pele que o cobre. Expande-se. Ele está agora ligado a um outro corpo que passa a ser parte dele mesmo.
Isso não acontece nem por decisão racional, nem por convicção religiosa, nem por um mandamento ético. É o jeito natural de ser do meu próprio corpo, movido pela solidariedade. Pela magia do sentimento de solidariedade meu corpo passa a ser morada do outro. É assim que acontece a bondade.
O menino me olhou com olhos suplicantes.
E, de repente, eu era um menino que olhava com olhos suplicantes…
"
.

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

A paz no mundo


"A paz no mundo começa dentro de mim
quando eu me aceito, de corpo e alma,
e reconheço meus defeitos, com paciência e calma,
e em vez de me fragmentar em mil pedaços
eu me coloco inteiro no que penso, sinto e faço
passageiro no tempo e no espaço,
sem nada para levar que possa me prender
sem medo de errar
e com toda vontade de aprender.
A paz no mundo começa entre nós
quando eu aceito o teu modo de ser
sem me opor ou resistir
e reconheço tuas virtudes sem te invejar ou me retrair,
e faço das nossas diferenças a base da nossa convivência
e em lugar de te dividir em mil personagens
consigo ver-te inteiro, nu, real,
sem nenhuma maquiagem,
companheiros da mesma viagem
no processo de aprendizagem do que é ser gente.
A paz no mundo começa quando as palavras se calam
e os gestos se multiplicam,
quando se reprime a vergonha e se expressa a ternura,
quando se repudia a doença e se enaltece a cura,
quando se combate a normalidade que virou loucura
e se estimula o delírio de melhorar a humanidade,
de construir uma outra sociedade,
com base numa outra relação,
em que amar é a regra, e não mais a exceção."

.


Um velho índio descreveu certa vez em seus conflitos internos: "Dentro de mim existem dois cachorros, um deles é cruel e mau, o outro é muito bom e dócil. Os dois estão sempre brigando..." Quando então lhe perguntaram qual dos cachorros ganharia a briga, o sábio índio parou, refletir e respondeu: "Aquele que eu alimentar".
.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Porque os Verdadeiros Amigos Nos Fazem Chorar?


"Antes eu pensava que os verdadeiros amigos
jamais deveriam nos fazer chorar.
Sim, deveria ser proibido.
Até porque, ver um amigo chorar,
nos faz chorar também
e a vida é feita pra ser vivida com alegria.
Mas vou aprendendo no dia-a-dia que ainda tenho
um longo caminho de aprendizado pela frente.
E então vou descobrindo devagarinho,
tal qual a madrugada vai descobrindo o dia,
porque os verdadeiros amigos
nos causam lágrimas.
Eles são, nessa forma de amor universal e múltipla,
as pessoas que conseguem entrar
dentro do nosso coração e tocá-lo.
E tocam assim, com tanta sutilidade e fineza,
que é nossa alma que atingem,
é nossa sensibilidade que vem recebê-los.
Daí as lágrimas...
porque tudo o que é grande,
inestimável e incompreensível no mundo
arranca de nós esse sentimento de espanto.
Ah, sim... eles nos fazem chorar
quando a saudade é tão grande
que não encontramos palavras para explicá-la.
Ou ainda, quando queremos imensamente
estar na sua presença e tudo o que encontramos
são as lembranças do passado.
Ou quando nos arrancam bruscamente
risos e lágrimas ao mesmo tempo
lembrando do tempo bom e do que a vida carregou.
Os verdadeiros amigos distanciam-se,
mudam-se, casam-se,
mas continuam insistentemente e maravilhosamente,
diria eu, a habitar nosso coração.
E as lágrimas que nos invadem como chuvas repentinas
não são de tristeza,
elas são a forma como nosso coração se expressa
para mostrar o quanto o outro ainda está vivo
e eternamente apegado à nossa alma.
Lágrimas que nascem assim são benditas.
São parte da nossa oração de agradecimento a Deus
por ter transformado em amigos
esses anjos que vêm iluminar nossa existência."
.

terça-feira, 17 de novembro de 2009


"Em vez de serem apenas bons, esforcem-se para criar um estado de coisas que torne possível a bondade; em vez de serem apenas livres, esforcem-se para criar um estado de coisas que liberte a todos!" Bertolt Brecht, dramaturgo, ALE, 1889-1956
.

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Quando evoluímos?



Paulo Roberto Gaefke

Quando mudamos?
Quando encontramos prazer em servir,
em ser útil.
Quando amadurecemos?
Quando a ofensa já não nos ofende,
o orgulho é morto.
Quando amamos?
Quando todos se tornam iguais
diante das nossas atitudes.
Quando sofremos?
Quando nos apegamos aos bens
perecíveis do mundo.
Quando nos iludimos?
Quando acreditamos que estamos prontos,
maduros e seguros.
Quando aprendemos?
Quando a lição, seja pelo amor ou pela dor,
retifica o nosso agir.
Quando conquistamos?
Quando marcamos na alma de alguém
com um gesto amoroso.
Quando morremos?
Quando desprezamos a oportunidade de servir.
Quando nos tornamos cristãos?
Quando o Cristo vive em nossas atitudes,
quando deixamos de falar em Jesus,
e praticamos o que Ele deixou de lição.
Quando seremos felizes?
Quando nossas mãos calejadas ou não pelo trabalho,
servir mais para levantar o irmão caído,
do que para atirar pedras.
Quando descruzarmos os braços
diante do sofrimento alheio,
quando a humildade for a companheira
mais constante.
Quando descobrirmos finalmente,
que somos todos passageiros do mesmo barco,
movidos pelos remos das nossas atitudes.
Por isso,
por onde você passar, leve esperança,
seja o que consola, e será consolado.
Seja o que ampara, e será amparado.
Seja o amor, e será amado,
seja o que reconcilia
e será ligado no céu,
tudo o que você ligar na Terra.
"O olho é a lâmpada do corpo.
Se teu olho é bom,
todo o teu corpo se encherá de luz.
Mas se ele é mau,
todo teu corpo se encherá de escuridão.
Se a luz que há em ti está apagada,
imensa é a escuridão."
Jesus (Mateus 6.22-23)
.

quarta-feira, 4 de novembro de 2009


Repare que, muitas vezes, um pequenino gesto, uma simples ação de benefício equivale a milhares de palavras, que o vento leva.
.
Um exemplo vale mais do que muitos discursos.
.

terça-feira, 13 de outubro de 2009

O lago congelado

Conta certa lenda, que estavam duas crianças
patinando num lago congelado.
Era uma tarde nublada e fria,
e as crianças brincavam despreocupadas.
De repente, o gelo quebrou e uma delas caiu,
ficando presa na fenda que se formou.
A outra, vendo seu amiguinho preso, e se congelando,
tirou um dos patins e começou a golpear o gelo
com todas as suas forças,
conseguindo por fim, quebrá-lo e libertar o amigo.
Quando os bombeiros chegaram e
viram o que havia acontecido, perguntaram ao menino:
-Como você conseguiu fazer isso?
É impossível que tenha conseguido quebrar o gelo,
sendo tão pequeno e com mãos tão frágeis!
Nesse instante, um ancião que passava pelo local,
comentou:
-Eu sei como ele conseguiu.
Todos perguntaram:
-Pode nos dizer como?
-É simples: - respondeu o velho.
- Não havia ninguém ao seu redor
para lhe dizer que não seria capaz.
.

domingo, 11 de outubro de 2009

De um jeito que é só seu



"Há um jeito que é só seu de semear o bem.
Se tem sabedoria para falar, fale.
Há pessoas precisando
de quem lhes rasque novos horizontes.
Se tem o dom de ouvir, ouça.
Há pessoas precisando falar
para reogarnizar os pensamentos e sentimentos.
Se tem o dom de enxergar os talentos alheios, enalteça-os.
Há pessoas que desabrocham
por conta de alguém que lhes reconheça um dom.
Se tem discernimento o bastante
para fazer uma observação construtiva, faça-a.
Há pessoas persistindo no mesmo erro
por falta de alguém que as alerte
com carinho e firmeza.
Se não tem vocação para engajar-se
em movimentos filantrópicos de grande alcance,
tenha em mente que o maior bem a ser semeado
começa dentro do seu lar.
Oferte a sua canção, a sua poesia, a sua hospitalidade,
aquele prato que ninguém sabe fazer igual.
Oferte a sua diplomacia, a sua liderança
ou a sua capacidade de atuar em segundo plano
para o bem comum.
Oferte o seu talento para contar piadas e fazer rir.
A sua ternura natural no trato com crianças,
idosos ou animais.
A sua capacidade de manter o sangue frio
nas horas de crise,
quando todos em sua volta desabam.
A sua santa paciência de permanecer num hospital
ao lado de um enfermo terminal
ou de varar a noite num velório,
naquela hora crítica em que todos vão embora.
Há um jeito que é só seu e todo seu,
mesmo que seja ofertar uma flor sem ser dia de nada.
Mesmo que seja afagar as folhas de uma árvore,
cantar junto com o seu canarinho,
alisar o pelo de seu bichinho de estimação,
aquele que você salvou da enxurrada.
Mesmo que seja uma prece sincera
feita no silêncio do seu quarto.
Na contabilidade divina pouco importa
se o seu dom de semear o bem
alcançar uma criatura ou milhões de criaturas.
Você está fazendo a sua parte,
de um jeito que é só seu.
É só isto que realmente importa."
.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Aniversariantes do mês de setembro - HC

"Nossa vida muda a cada segundo, mas é a soma de todos os momentos que faz com que você seja tão diferente e tenha uma história que só você pode contar, isso porque a vida não é feita de traços retos, perfeitos e comuns. A vida é feita do seu talento de transformar até os mais simples acontecimentos em lembranças inesquecíveis."
.

sexta-feira, 2 de outubro de 2009


"Eu não acredito em caridade. Eu acredito em solidariedade. Caridade é tão vertical: vai de cima para baixo. Solidariedade é horizontal: respeita a outra pessoa e aprende com o outro. A maioria de nós tem muito o que aprender com as outras pessoas." (Eduardo Galeano)
.
[[ Reunião geral na AABB ]]
.

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

O que é voluntariado?



Segundo definição das Nações Unidas, "o voluntário é o jovem ou o adulto que, devido a seu interesse pessoal e ao seu espírito cívico, dedica parte do seu tempo, sem remuneração alguma, a diversas formas de atividades, organizadas ou não, de bem estar social, ou outros campos..."

Em recente estudo realizado na Fundação Abrinq pelos Direitos da Criança, definiu-se o voluntário como ator social e agente de transformação, que presta serviços não remunerados em benefício da comunidade; doando seu tempo e conhecimentos, realiza um trabalho gerado pela energia de seu impulso solidário, atendendo tanto às necessidades do próximo ou aos imperativos de uma causa, como às suas próprias motivações pessoais, sejam estas de caráter religioso, cultural, filosófico, político, emocional. Quando nos referimos ao voluntário contemporâneo, engajado, participante e consciente, diferenciamos também o seu grau de comprometimento: ações mais permanentes, que implicam em maiores compromissos, requerem um determinado tipo de voluntário, e podem levá-lo inclusive a uma "profissionalização voluntária"; existem também ações pontuais, esporádicas, que mobilizam outro perfil de indivíduos.

Ao analisar os motivos que mobilizam em direção ao trabalho voluntário, (descritos com maiores detalhes a seguir), descobrem-se, entre outros, dois componentes fundamentais: o de cunho pessoal, a doação de tempo e esforço como resposta a uma inquietação interior que é levada à prática, e o social, a tomada de consciência dos problemas ao se enfrentar com a realidade, o que leva à luta por um ideal ou ao comprometimento com uma causa.
Altruísmo e solidariedade são valores morais socialmente constituídos vistos como virtude do indivíduo. Do ponto de vista religioso acredita-se que a prática do bem salva a alma; numa perspectiva social e política, pressupõe-se que a prática de tais valores zelará pela manutenção da ordem social e pelo progresso do homem. A caridade (forte herança cultural e religiosa), reforçada pelo ideal, as crenças, os sistemas de valores, e o compromisso com determinadas causas são componentes vitais do engajamento.
Não se deve esquecer, contudo, o potencial transformador que essas atitudes representam para o crescimento interior do próprio indivíduo.

fonte: "Trabalho Voluntário" - Mónica Corullón
.

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Mensagem para você

Mensagem para Você
Paulo Roberto Gaefke

Trago-te um recado da vida,
vem selado em carta com carimbo de urgência
e tem o seu nome escrito em letras simples,
mas fortes o bastante
para que não ocorra mal entendidos.
A carta tem apenas algumas linhas,
que é para que você leia com atenção
e grave em sua alma a mensagem de amor
que os anjos querem te oferecer,
para ver você feliz.
E, a felicidade não parece ser daqueles que
possuem tudo o que desejam,
mas daqueles que aprenderam
a fazer de cada oportunidade
o melhor momento de suas vidas,
a dar o melhor de si para provar que podem
sempre fazer algo melhor.
Aprenda que as horas no relógio marcam o tempo
que perdemos pensando no passado que não volta,
nos sonhos que deixamos de realizar,
nas coisas que não possuímos e que na verdade
não nos fazem a menor falta.
Os minutos que parecem lentos já são horas,
as horas já são tardias,
um novo dia chegou e novas marcas em seu rosto
mostram que os anos estão passando,
e o tempo não volta...
Então leia a mensagem e grave-a na alma,
é o recado querido de quem te ama:
"Tenha felicidade bastante para que
possa suportar os momentos tristes,
dificuldades para que venças e te fortaleça
a cada luta,
sonhos para que busque a cada dia
um novo objetivo,
Um amor Infinito que te aqueça a alma,
Uma Fé inabalável e esperança sempre,
para que não te falte o desejo de viver
cada dia melhor, todos os dias.
O que a vida quer da gente
é simplesmente coragem."
.

terça-feira, 22 de setembro de 2009


"Pior do que você querer fazer e não poder, é você poder fazer e não querer."
.

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Dia do Girassol da Alegria 2009


Solidariedade, amigos, nao se agradece, comemora-se!
;)

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Mc Dia Feliz 2009!! \o/


"Quero, um dia, poder dizer às pessoas que nada foi em vão...
que o AMOR existe, que vale a pena se doar às amizades a às pessoas, que a vida é bela sim, e que eu sempre dei
o melhor de mim... e que valeu a pena!"
.

sexta-feira, 28 de agosto de 2009


"Quero saber florir, como flor que começa a nascer.
Que começa a sentir a sua volta o aquecer do Sol.
Que poderá vir a ser uma benção,
para todos os que acreditarem nela.
Sem queixumes, sem dor de amor,
sem tristezas, em sua vida.
Florir como todas as flores, espalhadas, no campo,
singelas, como as margaridas que são lindas,
nos dando um colorido natural e puro
criadas, como todas, pelas mãos de Deus.
Quero sentir um mundo melhor,
onde não impere a violência,
a frustração das pessoas que não sabem amar,
nem se doar, nem ser amigos,
nem receber a amizade.
Amizade, dom precioso,
que só conhecem os espíritos de luz,
aqueles que têm algo a oferecer e que não fogem
à primeira chuva que cai em cima delas.
São firmes e verdadeiros,
incapazes de magoar a quem quer que seja.
Se eu souber florir, espalharei pétalas de amor,
de amizade, de caridade pura, com o meu simples sorriso.
E renascida flor, serei qualquer uma.
Não me escolherei.
Deixarei que o Senhor faça isso por mim.
Poderei ser: rosa, cravo, bem-me-quer, miosótis, zínia,
papoula, camarão,
redondendro que é a lágrima de Cristo,
ou flores multicores, como as flores do campo.
Tudo serei, sem saber qual sou.
Só me importa a minha valia para o bem,
ao passar por este Planeta.
Com a alma pura, na perspectiva de um belo horizonte,
onde florescem todas as flores e amores...
Só quero uma coisa apenas, antes de partir.
Quero me sentar na varanda,
ver o por do sol,
como alguma flor que serei e ter comigo
a minha essência que será sempre o "Saber Florir".
Num dia qualquer, em que me senti Flor,
e Floresci..."
.
=]

segunda-feira, 10 de agosto de 2009




“Ser solidário é saber fazer lugar em nós para os outros. É ser capaz de escutar aquilo que o outro quer dizer. É adivinhar a palavra que ainda não foi dita. É antecipar o gesto que o outro tinha a intenção de nos pedir.”
.


sexta-feira, 7 de agosto de 2009


"Fazer a felicidade dos outros é a melhor maneira de ser feliz". Baden Powell de Aquino, compositor e violonista
.

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Viver é arriscar-se



"Rir é arriscar-se a parecer doido...
Chorar é arriscar-se a parecer
sentimental.
Estender a mão é arriscar-se
a se comprometer.
Mostrar os seus sentimentos é arriscar-se
a se expor.
Dar a conhecer as suas idéias, os seus sonhos,
é arriscar-se a ser rejeitado.
Amar é arriscar-se a não ser retribuído no amor.
Viver é arriscar-se a morrer.
Esperar é arriscar-se a se desesperar.
Tentar é arriscar-se a falhar...
Mas devemos nos arriscar!
O maior perigo na vida está
em não arriscar.
Aquele que não arrisca nada...
Não faz nada...
Não tem nada..."

.

quinta-feira, 30 de julho de 2009

O poder do amor






O amor tem um poder incrível sobre o ser humano.
Quando ele acontece,
é como se nascesse uma força que
transforma tudo o que está ao nosso redor.
Tudo fica melhor, mais bonito.
A paisagem muda, o dia fica iluminado,
a natureza se transforma.
É possível sentir
a revoada de pássaros na floresta.
É possível sentir
as estrelas se aproximando mais da terra.
É possível sentir
que Deus está bem pertinho de nós,
é como se Ele acendesse uma luz lá no céu,
refletindo sobre a terra,
para iluminar o coração de quem ama.
As estações do tempo se tornam contrárias
à realidade de quem ama.
Se é inverno e a neve cai lá fora,
aqui dentro é primavera,
tempo de flores e canções.
Se é verão, e faz sol lá fora,
aqui dentro chove... chove muito amor.
Se é inverno e faz frio lá fora,
aqui dentro o coração aquece-se
na chama ardente da paixão.
Esse é um dos poderes do amor:
O poder de transformar...
A exatidão da realidade,
em uma doce razão para sonhar.
.