segunda-feira, 24 de novembro de 2008


A fome maior do mundo é a carência de afeto. Quando caímos em situações difíceis, aprendemos a valorizar os gestos mais singelos. Um simples sorriso, aquecido pelo calor de um olhar compreensivo, poder reacender o entusiasmo numa pessoa desanimada e triste.
.

Um comentário:

"Mesmo que pareça impossível... É preciso continuar a semeadura... Talvez um dia, a gente acorde bem de mansinho, então perceba que...