sábado, 30 de agosto de 2008

Generosidade


"Sabe por que a Natureza é tão bela e perfeita?

Porque ela é generosa e se abre para a vida, como a flor que oferece o seu mel para as abelhas, que levam o pólen e espalham nova vida, em uma troca amorosa, onde todos ganham, sem espaço para barganhas mesquinhas.

O mar, imperioso e forte, humildemente se abaixa para receber as águas dos rios, e agradecido segue viagem, carregando minúsculos plânctons que alimentam gigantescas baleias. Generosamente, o mar oferece alegria, lazer, alimento e tempero para a vida.

O vento renova o ar que você respira, trazendo o cheiro da vida que vem dos campos. Cheiro de terra molhada depois da chuva, que faz suspirar e relembrar a infância.

As montanhas se enfeitam com neve, fazendo da paisagem um cartão postal. A terra provê o alimento e, por fim, o abrigo que agasalha nosso corpo na derradeira viagem.

Generosidade, esse é o segredo da vida, que a sábia Natureza nos ensina, pedindo que você saiba compartilhar, doar-se, estender as mãos, dividir o pouco, para dividir mais quando mais possuir.

Generosidade grandiosa como a do Sol, que não escolhe pessoas para aquecer; banha ricos e pobres, brancos e negros, numa simbiose amorosa, igualmente, porque mesmo diferentes, somos todos iguais.

E quando você se abrir para a generosidade, quando a humildade tocar sua alma, quando você espalhar apenas as boas sementes, verá, por fim, que a Natureza e você são elementos de um mesmo quadro, de um Grande pintor Divino, que usa tintas amorosas.

Em tudo isso tem as mãos de Deus!!"

(Paulo Roberto Gaefke)